Juíza nega pedido de senadores para visita a Lula

A juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal em Curitiba, negou um pedido feito por senadores petistas da Comissão de Direitos Humanos do Senado para visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na carceragem da Polícia Federal (PF) na capital paranaense. No pedido, os senadores Humberto Costa (PT-PE), Regina Sousa (PT-PI), Fátima Bezerra (PT-RN), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Paulo Rocha (PT-PA), José Pimentel (PT-CE), Paulo Paim (PT-RS), Lindbergh Farias (PT-RJ), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Jorge Viana (PT-AC), Roberto Requião (MDB-PR) e João Capiberibe (PSB- AP) alegaram que fariam uma diligência para avaliar as “condições físicas e psicológicas” de Lula.

Ao negar o pedido, a magistrada entendeu que a comissão já realizou uma inspeção na carceragem e não foram encontradas irregularidades. A juíza também argumentou que o ex-presidente conta com grande número de advogados e ainda recebe visitas de familiares, que não relataram qualquer anormalidade. Na verdade, ao que parece, os parlamentares queriam fazer uma visita de cortesia e consultar o “guru” político. O que é um abuso se avaliarmos que um cidadão normal não tem os mesmos privilégios.

Lula está preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba após ter a condenação confirmada pelo Tribunal Regional Federal 4ª Região (TRF4). Ele cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *