Gaeco recebe denúncia contra vereador de Cascavel

O Gaeco (Grupo de Atenção Especial e Repressão ao Crime Organizado), órgão vinculado ao Ministério Público (MP) estadual, recebeu a denúncia de uma ex-assessora da Câmara de Vereadores de Cascavel que seria obrigada a devolver parte do salário mensalmente ao vereador que a nomeou. Algo tão comum quando uma criança chupar balas ou pirulitos no Paraná e com pouco ou quase nenhuma fiscalização.

A mulher diz que trabalhava com o parlamentar desde novembro do ano passado e que pagava a parcela do carro dele, um Corolla, no valor de R$ 1.246 por mês. O acordo é que o pagamento seria uma forma de devolver parte do salário, que era de R$ 4.300. Ela disse que foi exonerada no dia 9 deste mês, quando deixou de pagar os valores.

A ex-assessora do vereador apresentou recibos que indicariam os pagamentos, mas que não aparecem nem o nome do vereador nem o dela. Ela também tem conversas no whatsapp e gravações que mostrariam as supostas cobranças. A mulher autorizou a quebra do sigilo bancário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *