Breaking News

Foz dá reposição salarial para agentes públicos

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu aprovou em segunda discussão os projetos de lei que preveem a reposição salarial de vereadores, secretários, procurador-geral, prefeito e vice. A recomposição para os vereadores será de 5,49%, índice equivalente a parte das perdas com a inflação em 2017 (2,06%) e 2018 (3,43%). Com a mudança, o salário dos vereadores passa de R$ 9.082,13 para R$ 9.587,15. O salário do presidente da Casa será de R$ 14.383,50.

Já para prefeito, vice, procurador e secretários, a reposição aprovada é de 3,43%, equivalente às perdas com a inflação em 2018. O salário do prefeito passa a ser de R$ 22.745,13, o do vice para R$ 15.247,65 e o do procurador-geral e o dos secretários municipais atingem o teto permitido de R$ 14.632,12.

Em Cascavel, projeto semelhante está sendo votado na Câmara. Ele prevê a reposição de 5,07%, equivalente às perdas com a inflação nos últimos 12 meses, mais um aumento real de 1,93%. De acordo com a Câmara, o reajuste vai gerar um impacto de quase R$ 87 mil a mais por mês na folha de pagamento.

Pergunta não ofende: e os servidores municipais?

Luciana Pombo

Jornalista, teóloga, professora, amante do futebol, da poesia, da política, das coisas da vida! Com diversas premiações e moções parlamentares. Entre as principais premiações: Escritores da Liberdade, Top Master Estadual em Jornalismo, Fera Honorária (pela luta em prol da repressão ao uso de drogas e prevenção), Amiga da Criança, Dia do Radialista expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Dia da Mulher expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Diploma de Mérito Social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *