Filho de Bolsonaro investia em apartamentos?

O ex-deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ) registrou de 2014 a 2017 a aquisição de dois apartamentos em bairros nobres do Rio de Janeiro, ao custo informado de R$ 4,2 milhões. O período da aquisição dos imóveis pelo filho de Jair Bolsonaro é o mesmo em que o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) teria detectado movimentação considerada estranha de R$ 7 milhões nas contas de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio.

O ex-motorista é investigado sob suspeita de ser o pivô de um esquema ilegal de arrecadação de parte dos salários de servidores do gabinete, prática que era comum no Paraná e que acabou levando alguns servidores para a cadeia.

Flávio começou na vida pública em 2002, tendo como único bem na época um Gol 1.0, segundo sua declaração de bens. Enriqueceu após a vida pública. De acordo com os documentos obtidos em cartórios e publicados no jornal Folha de S. Paulo, Flávio Bolsonaro registrou em junho de 2017 a quitação de uma dívida com a Caixa no valor aproximado de R$ 1 milhão para aquisição de um dos apartamentos que comprou, no bairro das Laranjeiras. Segundo dados de uma das escrituras, o débito foi pago em 29 de junho daquele ano. E as transações são inúmeras: com compra de imóvel na planta, sala comercial na Barra da Tijuca, apartamento na Urca.

Quanto mais se investiga, pior vai ficando. Como diz o ditado popular: a cada enxadada, uma minhoca!

3 thoughts on “Filho de Bolsonaro investia em apartamentos?

  1. É Luciana, também estamos trabalhando desde muito tempo, também. Mas, ficamos rico como o cidadão em pauta.
    Mas, não temos problemas com depósitos bancários “fatiados”. E muito menos, não temos talento para “vender carros”, “comprar apartamentos” em lugar de fama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *