Ex-deputado é condenado por propaganda pessoal quando era prefeito

O ex-deputado estadual e ex-prefeito de Ibiporã, José Maria Ferreira (PTB), foi condenado a dois anos de prisão por ter feito propaganda pessoal usando recursos públicos, durante o mandato (2009-2012). A sentença foi dada pelo juiz substituto da comarca de Londrina, João Henrique Coelhor Ortolano, que determinou ainda que José Maria fique inelegível ou impedido de assumir cargo público durante cinco anos.

Atualmente, o ex-deputado ocupa cargo comissionado no governo do Estado, como presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento (Fundepar). Zé Maria, como é conhecido, foi nomeado pelo governador Ratinho Júnior (PSD). Como ele é réu primário e a natureza do delito é de baixo poder ofensivo, o juiz substituiu a prisão em regime aberto por prestação de serviços à comunidade, além de multa. O ex-prefeito terá que desembolsar cerca de R$ 10 mil, além de pena alternativa como ajudar na pintura de escolas, ou contribuir com cestas básicas a instituições de caridade.

Essa não foi a primeira condenação do ex-prefeito. Ele já havia sido condenado pelo mesmo fato em ação cível. Cabe recurso.

Ação – A condenação foi pela publicação de 3 mil exemplares da revista “Ibiporã Cidade que Cresce – Balanço Especial 1000 dias de Administração”. Foram gastos cerca de R$ 20,5 mil com a vinculação da revista que enaltecia o trabalho dele na administração municipal. O ex-prefeito ainda mandou imprimir 18 mil exemplares do jornal “Governo de Ibiporã Cidade que Cresce – 3 anos de administração”. Mais R$ 17 mil foram gastos para bancar o jornal. As publicações foram confeccionadas por servidores do Núcleo de Comunicação da Prefeitura e pagas com dinheiro público, por meio de verba de publicidade. Nas publicações, a figura do prefeito é enaltecida.

Nota da Blogueira – Como deputado, era dos poucos que podem ser considerados atuantes. Apenas o registro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *