notícias, polícia, política

CEI das Funerárias convoca ex-diretor do IML para depor

A Comissão Especial de Investigação (CEI) que analisa a suposta cartelização do serviço funerário de Curitiba deverá ouvir quarta-feira o interventor do Instituto Médico-Legal (IML), Eloy Fernandes de França, o ex-diretor Francisco Moraes e Silva, o deputado estadual Ricardo Chab (relator da CPI Estadual do Narcotráfico) e um médico-legista indicado pela instituição.

Os vereadores querem apurar denúncias recebidas contra o IML, que vão desde a retenção de cadáveres por mais de 12 horas, até abuso no preço cobrado por serviços e privilégio para famílias com melhores condições financeiras. ‘‘Vamos investigar todas as denúncias contra o IML’’, afirmou o vereador Natálio Stica (PT), presidente da CEI.

Stica admitiu a possibilidade da comissão começar a auxiliar a CPI Estadual do Narcotráfico nas investigações sobre a suposta comercialização de peças de cadáveres entre universidades. ‘‘Tudo dependerá dos depoimentos que serão tomados na próxima sessão’’, considerou. A decisão foi tomada após a reunião de ontem, que ouviria o ex-diretor do Serviço Funerário Municipal, Paulo Polatti. Ele é acusado de implantar uma taxa de R$ 113,33 para as funerárias da Região Metropolitana poderem atuar em funerais de Curitiba. ‘‘Era uma espécie de pedágio. Mesmo que a funerária não fosse precisar de qualquer serviço das funerárias locais, ela precisava pagar esta taxa’’, comentou o vereador.

Tagged , , , ,

About Luciana Pombo

Jornalista, teóloga, professora, amante do futebol, da poesia, da política, das coisas da vida! Com diversas premiações e moções parlamentares. Entre as principais premiações: Escritores da Liberdade, Top Master Estadual em Jornalismo, Fera Honorária (pela luta em prol da repressão ao uso de drogas e prevenção), Amiga da Criança, Dia do Radialista expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Dia da Mulher expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Diploma de Mérito Social.
View all posts by Luciana Pombo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *