Beto Richa: juiz nega pedido de habeas corpus

O ex-governador Beto Richa (PSDB) enfrentou hoje mais um revés. Ele teve o pedido de habeas corpus negado em decisão do juiz substituto de segundo grau Mauro Bley Pereira Junior, do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná. O magistrado argumentou “que a prisão preventiva do tucano está devidamente fundamentada com a comprovação da materialidade e dos indícios de autoria, bem como a necessidade de preservação da instrução criminal e a garantia da ordem pública, tendo em vista que foi constatado que a atividade criminosa não foi completamente estancada, bem como em razão do poder político ostentado pelo paciente, observa-se a efetiva atuação dos investigados para atrapalhar a investigação criminal”.

O pedido de transferência de Beto Richa de local – ele foi levado para o Complexo Médico Penal (CMP) – também não foi aceito. O juiz considerou que ele se “encontra recolhido em cela individual, em condições especiais e condignas”. Diante dos fatos, o juiz observou que a prisão do ex-governador foi devidamente cumprida de forma a preservar os direitos de integridade física e condições adequadas.

Beto Richa foi preso na terça-feira (19), durante a quarta fase da Operação Quadro Negro – que apura desvio de dinheiro a partir de contratos da Secretaria de Educação com empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *