notícias, política

APPA quer que Eduardo Requião devolva R$ 26 milhões ao erário

A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) entrou na Justiça para cobrar R$ 26 milhões – em valores atualizados – do ex-superintendente Eduardo Requião de Mello e Silva, irmão do senador Roberto Requião (MDB) e que na época era o governador do Estado e o responsável pela indicação de Eduardo para o Porto. Eduardo comandou os portos de 2003 a 2008.

A cobrança na Vara da Fazenda Pública de Paranaguá, ajuizada em 21 de junho, deve-se a uma série de irregularidades constatadas na administração pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). Uma decisão do ano passado mostrou que Eduardo teria permitido o pagamento de R$ 53.473,35 a mais do que o previsto em contrato a uma empresa de dragagem.

O Tribunal de Contas também apontou ausência de fiscalização em obras, alterações em contrato sem formalização de aditivos, pagamento antecipado de R$ 11 milhões de um acordo judicial com uma empreiteira, divergências entre saldos dos extratos bancários e os apresentados em balancete e deficiência de planejamento para execução de projetos. Quer mais?

Durante o processo, o ex-superintendente negou as irregularidades. Cabe recurso.

Tagged , , , , , , ,

About Luciana Pombo

Jornalista, teóloga, professora, amante do futebol, da poesia, da política, das coisas da vida! Com diversas premiações e moções parlamentares. Entre as principais premiações: Escritores da Liberdade, Top Master Estadual em Jornalismo, Fera Honorária (pela luta em prol da repressão ao uso de drogas e prevenção), Amiga da Criança, Dia do Radialista expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Dia da Mulher expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Diploma de Mérito Social.
View all posts by Luciana Pombo →

1 thought on “APPA quer que Eduardo Requião devolva R$ 26 milhões ao erário

  1. Daí eu pergunto – COMO LEIGO QUE CAIU DO DISCO VOADOR recentemente – como explicar COMO FECHAR A CONTABILIDADE DE UMA EMPRESA COM “FURO” de 26 milhões de reais ?. Esse desvio foi de uma hora prá outra? foi realizado na calada da noite? só o Requião teve acesso à liberação do valor? havia FISCALIZAÇÃO? qual o limite que atribuído ao referido Superintendente para efetuar pagamentos? quem era o Encarregado da Tesouraria?. Quanto tempo permaneceu o(s) desvio(s) sem que NINGUÉM TIVESSE TOMADO CONHECIMENTO?. Vai a nossa pergunta ao Ilmo. atual Superintendente: “-essa mesma fragilidade que originou esse desvio financeiro da APPA ainda permanece ?”. A APPA conseguiu apurar as RESPONSABILIDADES, com relação a possíveis CONIVÊNCIAS INTERNAS ?. Por favor,o povo de Paranaguá necessita urgentemente desse R$ 26.000.000 para que possamos REVITALIZAR NOSSOS POSTOS DE SAÚDE, contratar médicos e enfermeira(o)s e que o aludido valor não seja entregue nas mãos de políticos e, sim, administrado pelo MP e PF na execução das respectivas obras !!!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *