notícias, política

Após prisão, Beto Richa perde segundo lugar ao senado para seu ex vice-governador, Flávio Arns

O escândalo da prisão do ex-governador e candidato ao Senado, Beto Richa (PSDB), acusado pelo Ministério Público (MP) do Paraná de chefiar uma organização criminosa responsável por fraudar licitações e desviar dinheiro público, favoreceu Flávio Arns na corrida ao Senado. O que população paranaense talvez não se recorde, é que, Flávio Arns (REDE) foi vice-governador, secretário de Estado da Educação e secretário de Estado de Assuntos Estratégicos na primeira gestão de Beto Richa, entre 2011 e 2017. Portanto, tem uma forte ligação com beto Richa.

Uma pesquisa divulgada pelo instituto Radar aponta que o senador e candidato à reeleição Roberto Requião (MDB) mantém a liderança na disputa pelo Senado com 31,2% das intenções de voto. Já o ex-governador Beto Richa (PSDB) aparece com 13,1%  perdendo o segundo lugar para o ex-deputado federal Flávio Arns (Rede), que segundo a pesquisa obteve 16,5% das intenções.

Sem convicção – Aliás, Flavio Arns pode ter uma linha genealógica abençoada. No entanto, como político deixa muito a desejar. Já transitou no PT de Lula, no PSDB de Aecio e Beto, e agora está no Rede. No mínimo, não tem qualquer convicção política ou ideológica. Com fala mansa, foi escolhido como alternativa pela maioria decepcionada. Mas a alternativa seria permanecer como está? Ah que se pensar!…

Tagged , , , , , , ,

About Luciana Pombo

Jornalista, teóloga, professora, amante do futebol, da poesia, da política, das coisas da vida! Com diversas premiações e moções parlamentares. Entre as principais premiações: Escritores da Liberdade, Top Master Estadual em Jornalismo, Fera Honorária (pela luta em prol da repressão ao uso de drogas e prevenção), Amiga da Criança, Dia do Radialista expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Dia da Mulher expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Diploma de Mérito Social.
View all posts by Luciana Pombo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *