54% dos brasileiros não querem Bolsonaro nem Haddad na presidência do Brasil

Faltando poucos dias da eleição, pouco mais da metade dos eleitores brasileiros não pretende votar em Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).  De acordo com a pesquisa presidencial mais recente, da CNT/MDA, a dupla soma 45,8% das intenções de voto – o capitão da reserva tem 28,2% e o petista, 17,6%. A sondagem ainda aponta 12,3% de indecisos. Outros 28,5% afirmaram que vão votar nos demais 11 candidatos. E há 13,4% de brancos e nulos. Esse contingente de 54,2% do eleitorado não aderiu, pelo menos até a realização da pesquisa, a polarização Bolsonaro x Haddad.

Bolsonaro tem jogado suas redes para pescar o fluido eleitorado de nomes mais próximos ao centro, como Geraldo Alckmin (PSDB) e Alvaro Dias (Podemos). Ao reforçar o antipetismo e tumultuar o ambiente com críticas à credibilidade da urna eletrônica, convoca mais gente à luta contra Lula. Do outro lado, Haddad tenta convencer que é o único caminho viável para evitar o extremismo de Bolsonaro. Mas sem deixar o viés petista.

Visualizando o  panorama dos outros candidatos, Alckmin está reduzido a 6,1% e Marina Silva (Rede), a 4,1%. Nesse mosaico, há ainda os fragmentos de João Amoêdo (Novo), com 2,8%, Alvaro, 1,9%, Henrique Meirelles (MDB), 1,7% e os 1,1% somados de Cabo Daciolo (Patriota), Guilherme Boulos (PSOL) e Vera Lúcia (PSTU).

Um exercício matemático e ideológico mostra que uma união de esforços entre eleitores de Alckmin, Marina, Amoêdo, Alvaro e Meirelles concentraria 16,6% das intenções de voto. Para mudar a situação, o quinteto precisaria de uma atitude drástica. Abrir mão da candidatura para criar barulho e apoiar o candidato que pode reunir todo o centro e a centro-esquerda: Ciro Gomes.

A pesquisa foi realizada pelo CNT/MDA de 12/set a 15/set/2018 com 2.002 entrevistados (Brasil). Contratada pela CONFEDERACAO NACIONAL DO TRANSPORTE. Registro no TSE: BR-04362/2018. Margem de erro: 2,2 pontos percentuais. Confiança: 95%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *